Falando um pouco sobre o TDHA - Características básicas

Publicado por em 29/06/2018 às 22h55

Considerando a importância e frequência do assunto, resolvi escrever sobre as características básicas do TDHA (transtorno de déficit deFalando um pouco sobre TDAH atenção e hiperatividade/impulsividade), transtorno que “ronda e assombra”, sem nenhum motivo, o dia a dia de nossas famílias ou famílias da nossa rede de apoio.

O TDHA é um transtorno que afeta muitas crianças, portanto vocês devem conhecer algumas que possuam este diagnóstico. Talvez na escola, no clube, na pracinha ou mesmo na sua família. Vamos compartilhar!

 

Você sabe o que é TDHA?

O TDHA é um transtorno com componentes genéticos, isto é, outras pessoas da família (inclusive vocês) também podem apresentar as mesmas características. Nós, profissionais da área de saúde que estudamos sobre este transtorno, atestamos que o TDHA é hereditário, ou seja, pais que apresentam os sintomas do transtorno tem maior chances de ter filhos com TDHA.
E então papais? Vale a auto-observação, mais do que criticar os seus pequenos!

Existem caraterísticas nas crianças com este diagnóstico, que podemos reconhecer com maior ou menor facilidade. Este reconhecimento nos ajuda no relacionamento e no trato com elas.

Desatenção:

Ser desatento não quer dizer que a criança não tem atenção! “Este menino não presta atenção em nada!” O que acontece com elas, é que muitas vezes, não conseguem concentrar-se em uma mesma atividade ou tarefa por algum tempo. Esta dificuldade é muito mais forte quando essa atividade não é do seu interesse.

Hiperatividade (ou agitação):

Observamos, quando a criança não consegue ficar parada e tranquila (principalmente tranquila!) mesmo por um tempo curto, logo perdendo a paciência. Fala muito e alto. Está sempre mexendo em alguma coisa, balançando constantemente os pés ou as mãos. Inquieta com ela mesma, com as coisas e com os outros.

Impulsividade:

Observamos este comportamento quando as crianças costumam reagir a qualquer situação ou fato sem pensar, isto é, primeiro se irritam com alguma coisa ou agridem ou xingam alguém, sem antes saberem exatamente o que aconteceu. As pessoas (não estou falando exclusivamente das crianças, mas dos papais também) com TDHA, tem dificuldades em focalizar atenção, ouvir e lembrar das coisas. Algumas, também podem ser distraídas, impulsivas, agitadas, ter dificuldades de aprender, para se organizar, para terminar as tarefas, manter relacionamentos amorosos e até para fazer amizades!
Você se identifica ou conhece pessoas com estas características?

O uso da medicação, a terapia cognitivo-comportamental e a prática de exercícios físicos regulares são os preditores para o tratamento das crianças com este diagnóstico.

É importante que vocês pais saibam que o TDHA não afeta partes do cérebro responsável pela inteligência.
As crianças com TDHA são muito inteligentes e aprendem como qualquer outra criança.

E o mais importante: No tratamento destas crianças dependemos, em boa medida, da melhoria das habilidades de empatia e da demonstração de afeto de vocês. Aumentar o repertório afetivo dos pais é fundamental!
Inventem Momentos Felizes em família.

 


claudiavitale@gmail.com
/psicologaclaudiavitale
21 3563-8246
  Shopping Champagnat
Rua Haroldo Cavalcante, 420 - sala 12
Recreio dos Bandeirantes - Rio de Janeiro - RJ

 

Tags: Criança, Desenvolvimento, TDAH

voltar para Saúde e Bem Estar

left tsN center fsN bsd c15n show fwB b10s|left fwR tsN b10s bsd|left show fwR normalcase tsN bsd b10s|bnull||image-wrap|news login uppercase fwB|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase c05 fwR|tsN fwR normalcase|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||