Com que frequência devo levar meu filho ao dentista?

Publicado por em 09/11/2016 às 22h45

Desde que a criança nasce, ela já conta com uma rotina médica, com diversas consultas para o acompanhamento do seu desenvolvimento e saúde. Mas, muitas vezes o acompanhamento odontológico da criança acaba passando despercebido.

Sendo assim, a primeira coisa que devemos ter em mente é que o acompanhamento odontológico da criança deve começar ainda no primeiro ano de vida. Já quanto a frequência de idas ao dentista, tudo varia de acordo com a idade da criança.

É durante o primeiro ano de vida que os primeiros dentinhos de leite costumam aparecer. Justamente por isso que é tão importante contar com a ajuda de um profissional a respeito de higiene e cuidados à partir do sexto mês de vida para ter todas as orientações da saúde bucal do seu filho.

Com que frequência devo levar meu filho ao dentista?Com que frequência levar a criança no dentista?

A maioria dos profissionais recomendam que a consulta ao dentista aconteça pelo menos duas vezes ao ano. Mas, o ideal mesmo é procurar um odontopediatra (odontologia pediátrica) durante o primeiro ano da criança e então, seguir as instruções e recomendações do profissional escolhido. Sendo assim, marque uma consulta para o seu bebê com o dentista e depois siga as instruções dele, afinal, cada criança é única e cada caso é específico.

Já quando a criança é um pouco maior, quando começa o nascimento dos dentes permanentes, é preciso um cuidado um pouco maior. Isso porque os dentes permanentes, assim que nascem, são mais vulneráveis às cáries. Daí a importância de levar as crianças ao dentista com uma frequência maior entre os 6 e 8 anos de idade. Já na adolescência essa vulnerabilidade é menor, então, a frequência pode voltar a diminuir um pouco.

De uma maneira geral, a recomendação é que a frequência para levar a criança ao dentista é a cada seis meses.  Se essa frequência tem que ser maior, ou pode ser menor, nada melhor do que conversar diretamente com o profissional que está fazendo o acompanhamento.

A frequência de idas ao dentista de acordo com cada fase

A criança entre dois a três anos provavelmente já apresentará toda a dentição correspondente, ou seja, 20 dentes. Até essa idade o hábito da escovação já deve estar implementado na rotina da criança. O acompanhamento odontológico deve ser feito de seis em seis meses para evitar lesões, cáries e para que o desenvolvimento dos dentes possa ser acompanhado.

Já por volta dos seis anos, começam a aparecer os primeiros dentes permanentes. Nesse momento, é importante intensificar as visitas para garantir que a dentição venha saudável e da maneira correta. Lembre-se que além dos dentes de leite que começam a amolecer, é nessa idade que nasce o primeiro molar. Esse dente nasce na parte posterior da boca e nenhum dente tem que cair para que ele venha, por isso é preciso estar bem atento.

Por volta dos 13 anos, a criança já possui a dentição permanente e é justamente por isso que é preciso cuidar da saúde bucal, visto que não haverá mais substitutos naturais para esses dentes. 

O fato é que nada melhor do que contar com a orientação do odontopediatra responsável, analisando cada caso, para determinar a frequência ideal para criança ir ao dentista. 

 

Vanessa Motta

Tags: Bebê, Criança, Saúde Bucal, Saúde Infantil

voltar para Saúde e Bem Estar

left tsN center fsN bsd c15n show fwB b10s|left fwR tsN b10s bsd|left show fwR normalcase tsN bsd b10s|bnull||image-wrap|news login uppercase fwB|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase c05 fwR|tsN fwR normalcase|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||