Zika Vírus em Crianças

Publicado por em 28/03/2016 às 21h19

Muito se tem falado sobre o Zika Vírus. Saiba o que é e como se prevenir dessa infecção transmitida pela picada de um mosquito.

Zika Vírus em Crianças

 Tire suas dúvidas sobre Zika Vírus

O Zika Vírus é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo transmissor da dengue e a febre chikungunya. Apenas a fêmea do mosquito é capaz de transmitir a doença. Uma vez que o indivíduo picado pelo mosquito que contenha o Zika Vírus, a infecção se manifesta entre 3 e 15 dias.

Os primeiro casos da infecção foram notificados no Brasil em 2015, na região Nordeste. Atualmente, o país todo está em alerta, principalmente com a associação do Zika Vírus ao nascimento de crianças com microcefalia.

Conheça os principais sintomas do Zika Vírus

Conheça os principais sintomas do Zika VírusGrande parte dos casos é assintomática. Contudo, quando há manifestação de sintomas, eles são semelhantes aos vistos nos quadros de dengue. Os sintomas duram em média sete dias. Veja quais são:

  • Febre baixa, entre 37,8 e 38,5 graus;
  • Artralgia, que são dores nas articulações, em especial nas mãos e nos pés. Podem acontecer também inchaços nesses locais;
  • Dor de cabeça intensa, concentrada atrás dos olhos;
  • Manchas vermelhas e coceira na pele;
  • Vermelhidão, inchaço nos olhos e fotofobia, que é incomodo com a luz;
  • Fadiga.

Em alguns casos mais raros também podem ocorrer sintomas, como;

  • Dor abdominal;
  • Diarreia;
  • Úlceras na mucosa oral;
  • Vômitos;
  • Constipação. 

Como saber que a criança está com Zika Vírus

Bebês e crianças pequenas não tem como expressar o que estão sentindo. Por isso, os pais devem ficar atentos a sinais, como:

  • Choro e inquietação constante e sem motivo aparente;
  • Manchas vermelhas pelo corpo;
  • Vermelhidão nos olhos;
  • Febre acima de 37,5º; 

Caso perceba esses sintomas, procure um pediatra para saber como cuidar da criança.

Saiba o tratamento para o Zika Vírus

O tratamento para esta infecção inclui repouso, boa alimentação e hidratação. A criança precisa beber bastante líquido e descansar. A vermelhidão na pele das crianças causa coceira, portanto o ideal é manter as unhas bem cortadas para que o bebê ou crianças maiores não se machuque, você pode também dar um banho morno/frio ajudar a aliviar a coceira. 

A utilização de anti-térmicos pode ser indicada pelo pediatra para baixar a febre, principalmente por se tratar de crianças. Procure um médico para receber as orientações adequadas.

A relação do Zika Vírus com a microcefalia

A relação do Zika Vírus com a microcefaliaA microcefalia se constitui em uma condição neurológica que a cabeça da criança possui uma circunferência menor do que é considerado normal. Isto faz com que o cérebro também não cresça de forma adequada.

A microcefalia é uma doença considerada grave e não possui cura. Crianças com esse problema possuem seu desenvolvimento físico e intelectual comprometido e, por isso, precisam fazer reabilitação com fisioterapeutas, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais.

A suspeita de que o aumento dos casos de bebês nascidos com microcefalia esteja relacionado com o Zika Vírus se dá, principalmente, pois foram encontrados vírus no líquido amniótico e no líquido cefalorraquidiano, no sistema nervoso central, de bebês que, após o nascimento tiveram o diagnóstico de microcefalia.

Contudo, por se tratar de algo novo, a literatura médica ainda desconhece como o Zika Vírus causa a microcefalia. Segundo o Ministério da Saúde, em uma análise inicial, o risco está nos primeiros três meses de gravidez. Os estudos e investigações acerca do Zika Vírus devem continuar para esclarecer questões como a transmissão do vírus para o feto no período de maior vulnerabilidade e o modo de agir do Zika Vírus no organismo humano.

O diagnóstico de microcefalia pode ser feito ainda durante a gestação, pelo exame de ultrassom morfológico, ou após o nascimento a partir da medição do tamanho da cabeça do bebê.

Como se proteger do Zika Vírus

O único caminho para acabar com essa epidemia é a prevenção. Confira a seguir dicas e cuidados para você se proteger do Zika Vírus e deixar os mosquitos bem longe de sua casa e das crianças:

  • Faça uma limpeza geral em sua casa e quintal para ver se não há nenhum foco propício ao desenvolvimento do mosquito. Isto é, recipientes que possam juntar água parada, como vasos de plantas, baldes, garrafas e qualquer tipo de entulho. Até uma tampinha de garrafa pet pode ser um criadouro do mosquito;
  • Lave com esponja ou escova os comedouros de seus animais domésticos, pois as larvas do Aedes pode "grudar" nas laterais desses recipientes;
  • Confira se os ralos, esgotos e caixa d’água de sua casa estão bem vedados;
  • Use repelente para manter o mosquito longe, não se esquecendo de reaplicar de acordo com a recomendação do fabricante. Há nos mercados repelentes próprios para serem usados em roupas e tecidos;
  • Coloque telas nas janelas para proteger a entrada do mosquito;
  • Use mosquiteiros para dormir;
  • Tenha em sua casa plantas que atuam como repelente natural. Alfazema, manjericão, hortelã, capim-limão e sálvia, são exemplos desses tipos de plantas;
  • Aplique inseticida em sua casa, mas cuidado para as crianças não serem expostas a esse produto;
  • Faça o uso de calça comprida, blusas de manga comprida e meias, em especial para dormir;
  • Converse com seus vizinhos sobre a importância de acabar com os focos de reprodução dos mosquitos, pois essa deve ser uma conscientização conjunta. 
Tags: Saúde, Saúde Infantil, Zika Vírus

Enviar comentário

voltar para Saúde

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||