Doenças Pneumocócicas

Publicado por em 26/09/2014 às 09h47

Desde o nascimento, seu bebê tem sido o centro do seu mundo e não há nada mais natural que estender este nível de atenção à saúde dele, vamos tirar algumas dúvidas sobre a doença pneumocócica.

Doenças Pneumocócicas

O que é doença pneumocócica?

A doença pneumocócica é causada pelo bactéria Streptococcus (S) pneumoniae, também conhecida como pneumococo, a doença pode se apresentar como uma doença leve, uma infecção de ouvido, por exemplo, até uma infecção grave como a pneumonia e meningite que é mais frequente em crianças com menos de dois anos.

Quais as consequências da doença pneumocócica?

A doença pode afetar a qualidade de vida de uma criança e de toda a família, basta pensar no tempo que é gasto cuidando de uma criança doente, as idas ao médico, as faltas no trabalho, muitas vezes a dificuldade para fazer com que a criança tome o remédio e em casos onde a criança precisa ser internada, a responsabilidade e a preocupação podem aumentar.

Como as crianças contraem a doença pneumocócica?

O pneumococo é transportado no nariz e na garganta dos adultos e crianças saudáveis, pode ser passado de uma criança para outra por meio de espirros e pela tosse. A maioria das crianças tornam-se portadoras em um momento ou outro, mas nem todas ficarão doentes. A doença pneumocócica é mais comum em crianças e idosos, visto que as crianças muito jovens não têm os anticorpos necessários para combater as bactérias.

Como a doença pneumocócica pode ser prevenida?

A vacinação é a forma mais eficiente de prevenir as doenças pneumocócicas em crianças, também é responsável por diminuir a transmissão da bactéria. A vacinação também pode ajudar a reduzir a resistência aos antibióticos.

Além da vacinação, a alimentação adequada ajuda a garantir um sistema imunológico que funciona bem para proteger as crianças de doenças pneumocócicas e outras doenças, crianças que estão desnutridas ou sem uma dieta rica, estão em maior risco de infecções durante a infância do que aquelas que recebem uma alimentação adequada.

O aleitamento materno exclusivo durante os seis primeiros meses de vida é fundamental, pois os bebês que são amamentados exclusivamente têm um menor risco de infecção e de contrair doenças graves.

Tags: Saúde Infantil

Enviar comentário

voltar para Saúde

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||