Vitamina D durante a gravidez

Publicado por em 10/06/2014 às 00h18

A vitamina D é um hormônio essencial para o organismo e sua ausência pode causar uma série de complicações. A vitamina D é necessária para a manutenção do tecido ósseo, ela também influencia consideravelmente no sistema imunológico, sendo importante para o tratamento de doenças autoimunes, como a artrite reumatoide e a esclerose múltipla, e no processo de diferenciação celular, a falta deste nutriente favorece 17 tipos de câncer, além de aumentar o risco de problemas cardíacos.

Para as gestantes o consumo da vitamina D se faz necessário, pois a falta dela pode levar a abortos no primeiro trimestre e no final da gravidez a carência do nutriente favorece a pré-eclâmpsia, além de aumentar as chances da criança ser autista, pois ela é importante para o desenvolvimento do cérebro do bebê. Em casos de abortos múltiplos no início da gravidez, pode ser que o sistema imunológico da mãe esteja rejeitando a implantação do embrião. Como a vitamina D age no sistema imunológico, ela pode corrigir este problema. 

Vitamina D na GravidezFontes de Vitamina D

A principal fonte de vitamina D é através da exposição solar, alguns alimentos como peixes gordos também são fontes desta vitamina, mas o sol é o grande responsável da vitamina que o corpo recebe.

Apesar da vitamina D estar presente em alimentos de origem animal, estas comidas não possuem a quantidade de vitamina D que o organismo necessita. Por isso, para evitar a carência da vitamina é importante tomar de 15 a 20 minutos de sol ao dia, no sol da manhã, antes das 10:00hs ou sol do final da tarde após as 16:00hs sem uso do protetor solar com braços e pernas expostos, pois a quantidade de vitamina D que será absorvida é proporcional a quantidade de pele que está exposta. 

Cuidado com o consumo em excesso da Vitamina D

A reposição de vitamina D é feita na maioria dos casos através de suplementação, por isso, deve ser ingerida dentro das quantidades recomendadas desta forma não terá efeitos colaterais, quando consumida em excesso pode levar a alta absorção de cálcio prejudicando os rins, devido a isso o consumo de vitamina D deve ser feito com orientação e acompanhamento médico.

Vale lembrar que além do acompanhamento médico, é importante se hidratar e manter uma dieta balanceada. 

 Hoje, 80% das pessoas que vivem em um ambiente urbano, são carentes em vitamina D, isto porque elas passam grandes períodos de tempo em locais fechados e não se expõem ao sol. A falta do nutriente é constatada através de exame de sangue, portanto procure seu médico.

 

Tags: Gravidez, Saúde Na Gravidez, Vitamina D

Enviar comentário

voltar para Saúde

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||