Dor de cabeça na gravidez: É normal?

Publicado por em 22/12/2015 às 00h10

Sentir dores de cabeça durante a gestação, até certo ponto é normal. No entanto, a gestante deve observar sinais mais frequentes, pois as dores podem estar ligadas ao aumento da pressão na gravidez, ou seja, uma possível eclâmpsia.   

Não é necessário se assustar e se sentir insegura a cada vez que você sentir qualquer dorzinha, agora fique atenta, é claro, se as dores estão acontecendo com certa frequência. Além disso, repare na intensidade da dor e em que região da cabeça ela aparece. Caso sinta dores fortes na região da nuca, é sim, um sinal de alerta e convém procurar seu ginecologista e conversar com ele imediatamente.

Dor de cabeça na gravidez, é normal?Dores de cabeça na gravidez podem ter várias causas

As dores de cabeça muito fortes são consideradas sinais de emergência quando, além de aparecerem na região da nuca, vierem acompanhadas de dor no estômago e visão turva. Pode ser que a pressão da mãe tenha subido muito e ela pode ter problemas sérios como a eclâmpsia, que pode levá-la a ter convulsões e a não suprir o bebê com oxigênio. 

A pressão alta pode ser uma das causas das dores de cabeça, mas não a única. Podem existir outras causas comuns, principalmente quando é considerada enxaqueca ou dor de cabeça tensional, essas dores que a gente sente mesmo não estando carregando um bebê no útero.

A dor de cabeça tensional incomoda, mas não faz mal para o bebê. Já a enxaqueca pode estar relacionada a um risco maior de pré-eclâmpsia, por isso sempre deixe claro para o seu médico se estiver sentindo dores fortes de cabeça, principalmente se elas ocorrerem no terceiro trimestre da gravidez. 

Outra causa de dor de cabeça na gestação é você diminuir ou eliminar o consumo de cafeína por causa da gravidez.  Esse tipo de dor pode ser um efeito colateral da abstinência dessa substância. Com o tempo, seu organismo vai se acostumar. Se achar melhor, não pare de tomar café de uma só vez, no período da gestação, mas diminua a quantidade de cafeína gradativamente.

Entre outros fatores responsáveis pela dor de cabeça estão:

  •  cansaço;
  • congestão nasal;
  • estresse;
  • fome
  • falta de líquido.

É recomendável, também na gestação, beber muito líquido e se alimentar bem. Se estiver com dificuldades para se alimentar, procure um(a) nutricionista. Assim, você se sentirá mais segura e este profissional saberá lhe orientar a ingerir alimentos que reduzem a tensão e evitam que você sinta enxaqueca, por exemplo.

Muitas mulheres costumam sentir dores de cabeça no 1º trimestre da gravidez. Mas, mesmo assim, é bom estar atenta aos sinais.

Saiba qual a diferença entre uma enxaqueca e uma dor de cabeça um pouco mais branda, provocada por estresses do trabalho, entre outros fatores emocionais mais comuns. 

Quais são os sinais de uma enxaqueca?

  1. Normalmente, afeta apenas um lado da cabeça.
  2. Provoca dor muito forte, latejante.
  3. Pode vir acompanhada de outros sintomas, como enjoo, vômito e sensibilidade à luz e a ruídos.
  4. Costuma piorar com a atividade física, como caminhar e subir escadas.

No segundo trimestre da gravidez, é bem provável que a dor de cabeça melhore, porque, nesta fase, seu organismo já se acostumou à “descarga” de hormônios que recebeu.

Se antes de engravidar você já tinha crises de enxaqueca, principalmente durante a menstruação, elas podem até desaparecer totalmente durante a gravidez. Porém, se você continuou tendo enxaquecas quando engravidou, é provável que elas continuem incomodando você até o nascimento do bebê.

A gestante pode tomar algum medicamento para aliviar a dor de cabeça?

É recomendável NÃO tomar NENHUM MEDICAMENTO durante a gestação, a não ser que você já tenha detectado as possíveis causas de suas dores de cabeça, com a orientação de seu médico.

Antes de tomar algum remédio, experimente tomar bastante água. Beber entre 2 a 3 litros de água por dia evita uma infinidade de dores que costumam incomodar a gestante. Vale a pena fazer isso! 

A maioria dos remédios contra a dor de cabeça, como a aspirina e o ibuprofeno, não são recomendados na gravidez, principalmente por causa dos riscos da dengue e de malformações do feto. Então, não tome esses medicamentos em hipótese alguma.  Converse com o médico. Ele pode receitar o medicamento correto contra enjoo ou dor de cabeça muito forte.

Caso sinta dores de cabeça muito fortes, procure atendimento médico imediatamente, se você sentir, além da dor de cabeça:

  • Visão borrada ou flashes de luz nos olhos.
  • Dor no alto do abdômen, logo embaixo das costelas.
  • Vômitos.
  • Inchaço repentino do rosto, das mãos ou dos pés.

Não ignore os sintomas acima, pois eles podem indicar pré-eclâmpsia, um problema que exige monitoração para que você e o bebê não corram riscos.

O que eu posso fazer para amenizar a dor de cabeça ou até mesmo evitá-la?

Você pode utilizar as seguintes estratégias, pois alivia bastante o desconforto da dor:

1. Quando sentir qualquer dor de cabeça, anote a que horas ele apareceu, o que você comeu, se fez atividade física ou não, se dormiu bem, se tomou algum medicamento.  Se as crises se repetirem, você pode ter alguma pista sobre o que está causando sua dor. Caso ache que algum alimento esteja provocando a dor, converse com o médico ou nutricionista antes de cortar o alimento da sua dieta.

2. Não “acumule sono”. Excesso de sono e cansaço provocam dores fortes de cabeça. Faça de tudo para dormir um número mínimo de horas por noite. Dormir pouco pode favorecer o surgimento de dores de cabeça.

3. Faça alongamento. Se as suas dores de cabeça forem tensionais, um profissional de fisioterapia pode mostrar a você exercícios de alongamento para aliviar a tensão, ou até fazer massagens para prevenir o problema.

4. Alimente-se com frequência e em porções pequenas. Níveis baixos de açúcar no sangue costumam provocar dor de cabeça. Se você se alimentar adequadamente e comer pelo menos a cada três horas, pode evitar o problema.

5. Faça atividades físicas apenas sob orientação médica e sem exageros. Existem indicações científicas de que a prática regular de atividade física pode reduzir a frequência e a intensidade das enxaquecas. Mas converse com se médico, pois atividade física sem recomendação médica e na dosagem incorreta, pode provocar partos prematuros. Tenha cuidado!

6. Sempre que chegar em casa, coloque os pés para cima. Isso mesmo. Relaxe um pouco. Você precisa descansar depois de um dia cheio de trabalho. Respeite seu organismo. E, para auxiliar, coloque dois travesseiros na beirada da cama e apoie os pés. Isso ajuda a melhorar a circulação sanguínea e a aliviar a tensão.

Tags: Dor De Cabeça, Gravidez, Saúde Na Gravidez

voltar para Saúde e Bem Estar

left tsN center fsN bsd c15n show fwB b10s|left fwR tsN b10s bsd|left show fwR normalcase tsN bsd b10s|bnull||image-wrap|news login uppercase fwB|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||