A influência da música na gravidez

Publicado por em 08/10/2016 às 00h18

Grávidas: sim na caixa! Isso mesmo, a música na gravidez é algo muito benéfico tanto para as mamães quanto para os bebês e essa história de que pode fazer mal não está com nada.

Isso porque já existem estudos que comprovam que as ondas sonoras trazem uma grande quantidade de benefícios para o desenvolvimento da criança e da gestação.

O fato é que o desenvolvimento do feto passa por várias fases e nessas fases ele começa, dentro do útero mesmo, a desenvolver sentidos muito importantes, tais como audição e visão.

Imagine que já na 21ª semana da gestação o aparelho auditivo do bebê já está praticamente formado, tornando-o totalmente capaz de identificar e disfrutar dos sons externos.

Claro que a maioria dos sons que chegam até o bebê são provenientes da mãe, do batimento do seu coração, da sua circulação, dos movimentos estomacais e de todo funcionamento do corpo da mãe. Entretanto, isso não quer dizer que a música na gravidez também não ajude.A influência da música na gravidez

Entenda como a música na gravidez pode influenciar e estimular o desenvolvimento do bebê. 

  1. Melhora a qualidade de vida do bebê e da mamãe

A música é algo poderoso que influencia tanto na vida da mãe como na do bebê. Isso porque a criança sente uma grande sensação de conforto e tranquilidade quando escuta o som da música, e isso se reflete também na mãe, diminuindo os sintomas de desconforto.

Há ainda profissionais que acreditam que a música tem o poder de diminuir também as cólicas e demais desconfortos decorrentes da gestação.

  1. Aumento na atividade cerebral da criança

Estudos provam que a atividade cerebral da criança aumenta quando algum tipo de música é tocada para eles. Entretanto, como o aparelho auditivo ainda não está formado no começo da gestação a dica é começar esses estímulos com sons mais calmos.

  1. Cantar também é uma opção

A música na gravidez não precisa partir somente de sons gravados pois a voz da família também é uma excelente opção para estimular o bebê.

Sendo assim, o pai e a mãe podem cantar e ir inserindo suas vozes na rotina da criança, o que é excelente até para estreitar essa relação entre os pais e os filhos.

Essa é uma experiência única e muito rica para a criança e muitas vezes os pequenos até correspondem a esses estímulos se movimentando dentro do útero.

  1. Escolha bem

Escolher bem o que vai ser tocado para o seu bebê também é uma tarefa importante, afinal, dependendo da música é a influência que ela exercerá.

Além disso, mesmo que a criança já seja capaz de identificar os sons isso não quer dizer que ela reaja bem a todos ele. Então, os estilos musicais mais recomendados para quem quer tocar música na gravidez é o clássico.

Também são excelentes músicas calmas, que emitam sons da natureza ou até mesmo músicas de relaxamento.

Lembre-se sempre que músicas muito agitadas e com muitas combinações de notas e sons podem acabar não sendo bem recebidas, tais como rock, hip-hop e também as músicas eletrônicas.

Então, se a ideia e estimular o desenvolvimento da criança com a música na gravidez o ideal é priorizar o estimulo mesmo, e não o gosto musical.

Não esqueça que o importante dessa ação é promover também o conforto e a tranquilidade do bebê e da mãe.

Então, aproveite essas dicas e não abra mão da música na gravidez, afinal ela é extremamente benéfica para o desenvolvimento de uma gestação saudável e tranquila.

Aproveite essas dicas e aposte nos benefícios da música na gravidez. Boa hora!

 

Tags: Gravidez, Música, Saúde Na Gravidez

Enviar comentário

voltar para Saúde

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||