Pneumonia em bebês, como tratar e prevenir

Publicado por em 07/12/2015 às 21h43

Quando o assunto é pneumonia as pessoas costumam ficar tensas. Quando se trata de pneumonia em bebês o pânico aparece. E não é para menos. Essa doença aparece devagar, sem muitos sintomas e pode causar grandes problemas e até o óbito se não for tratada adequadamente. Por isso, é importante saber o que ela é, como evitá-la e principalmente, o que deve ser feito quando a pneumonia aparece.

Pneumonia em bebês, o que é e como tratar pneumonia em bebês

O que é a pneumonia em bebês

A pneumonia em bebês é a consequência de vírus ou bactérias que atacam suas vias respiratórias e acabam chegando aos pulmões. Raramente ela é causada por bactérias e quando isso ocorre, os sintomas são rápidos e visíveis, como febre, dor no tórax e dificuldade para respirar. Mas na maioria das vezes, no entanto, a pneumonia em bebês surge por conta de vírus como o influenza e o adenovírus. 

O grande problema da pneumonia infecciosa é que ela aparece de forma gradual e sem se fazer notar, em forma de gripe ou resfriado. Os sintomas são velhos conhecidos dos pais: catarro, tosse, cansaço, falta de apetite, febre alta e algumas vezes até falta de ar. Mas ao longo dos dias, o bebê não sara e o vírus acaba no pulmão. Por isso é importante ficar atento às doenças respiratórias quando elas não são totalmente curadas. 

Como tratar a pneumonia em bebês

Os pais devem ficar atentos a qualquer problema que o bebê apresentar. E sempre monitorar a saúde do filho, conversando com o pediatra. Para diagnosticar a pneumonia, o médico vai fazer uma ausculta pulmonar e verificar outros sintomas. Pode pedir outros exames como radiografia de tórax e exame de sangue para ter certeza sobre a infecção nos pulmões.

O começo do tratamento é simples: analgésicos para baixar a febre e muita água para o bebê ficar hidratado. Dependendo da quantidade e do tipo de sintomas, o pediatra também pode recomendar o uso de antibiótico durante 10 dias. 

Caso isso não resolva ou se aparecer outros sintomas como desidratação e vômitos frequentes, pode ser necessário a internação do bebê para sua saúde ser monitorada e cuidada o tempo todo. 

Como prevenir a pneumonia em bebês

Para prevenir a pneumonia em bebês, os pais devem evitar que apareçam doenças respiratórias. Isso significa principalmente cuidar para que o bebê esteja sempre quentinho e sem passar frio. Lembrando que crianças sentem mais frio do que os adultos, é sempre bom verificar se é necessário um agasalho a mais. E, claro, na hora de trocar roupas ou fraldas, mantenha o local com as janelas e as portas fechadas, principalmente se estiverem no inverno. Isso também vale para a hora do banho.

Durante a noite, também é preocupante o fato do bebê passar frio. Quando eles começarem a se mexer, invista em uma roupinha de dormir mais quentinha. Se colocar algo leve contando com o edredom ou cobertor para aquecer a criança, corre o risco dela se mexer demais e eles irem parar no pé da cama. Jamais leve o bebê para dormir com o cabelo molhado. 

Principalmente nos dias mais frios ou chuvosos, quando os vírus de doenças respiratórias aumentam, evite sair de casa com o bebê. E, caso o faça, evite lugares fechados, com muita gente e sem ventilação. Também converse com o pediatra sobre vacinas contra gripe para imunizar seu filho. Com esses cuidados você vai diminuir muito as chances de uma pneumonia aparecer em seu bebê.

 

Tags: Pneumonia, Saúde do Bebê, Saúde Infantil

Enviar comentário

voltar para Saúde

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||