Os benefícios da natação para bebês

Publicado por em 28/07/2018 às 15h24

Os benefícios da natação para bebês

Quanto mais cedo o bebê começar a nadar, mais facilidade terá para aprender! Mas esse não é o único benefício de começar a praticar o esporte. A partir dos seis meses de idade, o bebê já pode começar a natação. Como ele já terá tomado a maioria das vacinas, já está pronto para ser exporto a novos ambientes, como piscinas. 

Lembre-se: sempre antes de começar uma atividade física com o bebê, busque a orientação de um pediatra. É importante que exista o acompanhamento, já que o bebê pode ter problemas respiratórios ou de pele que piorem com a prática da natação

Além disso, é importante escolher com cuidado a piscina para a prática. Prefira academias com instalações adequadas para trocar o bebê e prepará-lo para aula. A condição da água também é importante. Certifique-se de que o PH seja neutro (7) e que a temperatura esteja entre 27º e 29º. Depois de tomar essas precauções, é só começar as aulas! 

A natação para bebês ajuda no desenvolvimento

Existem inúmeras razões para inscrever os pequenos na natação desde cedo. As aulas são divertidas e relaxam o bebê, pois o lembram de quando estava no útero. 

É importante que as aulas sejam orientadas por um professor especializado sempre, e os pais devem estar juntos com o bebê. Provavelmente, o seu pequeno começará com pouco tempo de aula, de dez a quinze minutos, e depois irá aumentando. No entanto, o ideal é que as aulas não ultrapassem dos 30 minutos. Isso porque o bebê ainda está se desenvolvendo, e não pode realizar exercícios por muito tempo. 

Falando em desenvolvimento, veja de quantas maneiras diferentes a natação para bebês pode ajudar: 

  • Melhora o apetite
  • Previne doenças respiratórias
  • Melhora a qualidade do sono
  • Ajuda a desenvolver a resistência respiratória
  • Ajuda no desenvolvimento muscular
  • Aprender a engatinhar, sentar e andar ficará mais fácil
  • Melhora a coordenação motora 

Dicas para as aulas

É normal que o bebê se assuste na primeira aula. Afinal, aquilo tudo é novo para ele. Para ajudar a diminuir o impacto, os pais podem fazer brincadeiras com o bebê durante o banho. Quanto mais habituado ele estiver com a água, menos assustadora será a primeira aula.

Quanto ao equipamento, os óculos de natação são recomendados apenas para crianças acima de três anos de idade. Os tampões auriculares ajudam, mas podem causar eco e assustar o bebê. Então, o ideal é que os pais estejam sempre atentos ao comportamento e reações do pequeno.

Existem fraldas especiais para a natação. Elas não incham e nem vazam em baixo da água. Elas não são obrigatórias, mas o uso facilita os movimentos do bebê e evita acidentes constrangedores para os pais.

Cuidado com a alimentação! O bebê não deve comer nada durante 1 hora antes da aula. Evite também levar o bebê se ele estiver doente ou resfriado.

Principais dúvidas sobre natação para bebês

Ficou com alguma dúvida? Tudo bem! Veja aqui as dúvidas mais comuns sobre a natação para bebês:

• Bebês que frequentam a piscina têm mais chance de desenvolver problemas no ouvido?

O que causa dores de ouvido é o tratamento inadequado da água da piscina. Por isso é tão importante ficar atento na hora da escolha do local das aulas. O PH da água precisa ser neutro e a temperatura, morna. Outra dica que ajuda a evitar as infecções é enxugar bem o ouvido da criança. A umidade favorece a proliferação de bactérias. O uso do tampão de ouvido também pode evitar a entrada de água.

• A natação pode melhorar os problemas respiratórios do bebê?

Sim. A natação ajuda a fortalecer a musculatura do tórax e diafragma. É comum que crianças com bronquite apresentem melhoras, por exemplo. A prática também previne o aparecimento dessas doenças.

Atenção: Sempre consulte o pediatra antes de iniciar qualquer atividade física com o bebê.

• O cloro agride a pele do bebê e pode provocar alergias?

Depende. Altas concentrações de cloro podem causar vermelhidão nos olhos e irritações na pele. Por isso é importante que a piscina receba o tratamento correto.

As alergias aparecerão apenas se o bebê for alérgico a cloro. Nesse caso, você pode procurar outras opções como piscinas tratadas a base de sal ou ozônio.

 

Agora que você sabe todas as precauções que deve tomar, é só matricular o pequeno e começar a aproveitar os benefícios da natação para o seu bebê!

Tags: Bebê

voltar para Saúde e Bem Estar

left tsN center fsN bsd c15n show fwB b10s|left fwR tsN b10s bsd|left show fwR normalcase tsN bsd b10s|bnull||image-wrap|news login uppercase fwB|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase c05 fwR|tsN fwR normalcase|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||