A escolha do pediatra

Publicado por em 18/08/2015 às 22h37

Como escolher o pediatra do seu filho

Como escolher o pediatra do seu filho
Por Josi Alves - Aprendendo a Ser Mãe

Oi mamães! Hoje vou falar sobre um dos assuntos mais importantes na gravidez: A escolha do Pediatra.

Procurar um médico que vai cuidar do seu filho por muitos anos não é uma tarefa tão fácil. Eu falo que esse é um dos assuntos mais importantes durante a gravidez porque é o tipo de tarefa que não deve ser deixada para quando o bebê nascer ou até mesmo muito perto do pequeno chegar ao mundo.

Na minha opinião, o ideal é começar a procurar um pediatra para seu (a) filho (a) no segundo trimestre de gestação. Não é exagero não, o profissional é tão importante quanto os preparativos para a chegada do bebê. E mais que isso, com tempo você poderá conhecer o médico melhor, pedir indicações para os amigos e familiares que já tenham filhos, procurar na internet e em livros do convenio.

Você precisará decidir se vai optar por médicos do convênio ou particular. No Brasil, uma consulta particular custa em média R$400,00 reais, alguns convênios reembolsam parte da consulta. Certifique-se se o seu convênio faz reembolsos.

É muito importante procurar saber sobre as qualificações do pediatra, onde estudou, se faz parte de algumas organizações, confirmar se tem especialidade em pediatria, verificar se é membro de conselhos de medicina e da sociedade brasileira de pediatria.

Agora vamos imaginar que você achou um profissional, seja ele por indicações ou buscas em livros de convênios ou na internet. Marque uma consulta, um bate-papo, é a partir daí que você saberá se ele foi o escolhido ou se será necessário começar uma nova busca.

Primeiro de tudo é preciso ter empatia pelo profissional. Sabe aquela coisa do Santo bater? Pois é, precisa funcionar muito bem.

Quando começamos a procurar um pediatra para o Lorenzo, eu já estava com 7 meses e fui perguntando para amigos e pessoas da família. Eu queria encontrar um profissional que pensasse como eu, que concordasse com o mesmo estilo de vida e métodos que eu queria seguir com meu filho. Minha Ginecologista me indicou a Dra. Flávia, que trabalha no mesmo consultório. Tivemos muita sorte, assim que conheci a Dra. Flávia, sabia que poderia parar de procurar por outros médicos. A relação entre o pediatra e os pais, deve ter como base a confiança. É preciso que ambos olhem para a mesma direção. O pediatra precisa conhecer bem o bebê e a família, assim como seu estilo de vida (como mencionei acima) os medos, as ansiedades dos pais de primeira viagem e ter facilidade em atender emergências.

Acredito que quando os pais não concordam ou não chegam num consenso com o que o pediatra do seu filho diz, não vale a pena continuar. Afinal, eles irão cuidar dos pequenos até que virem adolescentes. O papel do pediatra vai muito além dos cuidados com os bebês, ele poderá te orientar com a amamentação, na volta ao trabalho, na ida para a creche ou escolinha. Por isso, procure com calma, avalie seu currículo, faça uma visita para um bate papo.

Na hora de escolher o pediatra do seu filho siga seu coração, ele é quem vai dizer se é hora de parar ou continuar procurando!

 

Josi Alves - Blog Aprendendo a Ser Mãe

Josi Alves é mãe do Lorenzo e autora do Blog Aprendendo a Ser Mãe onde divide suas experiências e aprendizados do mundo materno.

Acompanhe um pouquinho mais do trabalho do Blog Aprendendo a Ser Mãe no 
www.aprendendoasermae.com.br

Facebook

Instagram

 

Tags: Gravidez, Pediatra, Saúde do Bebê

Enviar comentário

voltar para Saúde

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||