Estou grávida! E agora?

Publicado por em 06/04/2013 às 20h29

"Estou grávida"! Sim, são muitas as emoções quando descobrimos que estamos grávidas, mesmo que de maneira planejada ou não, a decisão de ter um filho não é tarefa fácil, ao mesmo tempo em que temos o desejo, temos também o medo de como será ser pai e mãe.

Sentimentos de grávida

Toda gestação tem momentos de rejeição e aceitação e é normal essa mistura, momentos de alegrias e de apreensão. Se sentir orgulhosa por gerar um filho e ao mesmo tempo sentir um arrepio só de pensar se você vai dar conta do papel de mãe, medo das transformações que vão acontecer com o seu corpo, como será o parto, amamentação, a famosa depressão pós-parto, são muitas as preocupações como também são muitas as alegrias, as emoções, os momentos especiais.

Futura mamãe, se você se preocupa com estes sentimentos e pensa se os está transmitindo para o bebê é sinal de que já ama seu filho, afinal só nos preocupamos com quem amamos e o seu lado de amor e aceitação também passará para ele.

O vinculo positivo e o amor por seu filho é um sentimento que se constrói aos poucos, dia a dia, semana a semana, mês a mês e que se cultiva para sempre.

Converse com amigas que já tiveram filhos, com sua mãe, com um grupo de gestantes e você vai perceber que neste momento este é um sentimento absolutamente normal, você vai perceber que muitos outros casais também sentiram isso e vai acabar com medos e mitos que estão te preocupando.

O Planejamento Da Gravidez

O primeiro passo e talvez um dos mais importantes seja a escolha do profissional que irá acompanhar a mãe durante a pré-concepção e a gravidez. É o GO (ginecologista obstetra) quem dará inicio a alguns exames para saber como está a saúde da mãe e tirar todas as duvidas, por isso é fundamental que o futuro papai acompanhe desde o inicio, afinal a decisão da chegada de uma nova vida deve ser feita pelo casal.

Diante desta importante decisão a mãe tem que ter em mente todas as transformações que devem acontecer durante o período de preparação e gravidez, como hábitos alimentares, não fumar, não beber e outros que seu GO irá orientar.

Atualmente é comum o uso do ácido fólico nos meses que antecedem a tentativa de engravidar, como também é necessário controlar e investigar o diabetes, a hipertensão e problemas da tireoide da futura mamãe e avaliar os riscos de infecções congênitas, como a toxoplasmose, rubéola e citomegalovírus. Deve passar por uma investigação detalhada e tratamentos que sejam necessários sempre com a orientação do seu médico.

A futura mamãe precisa ter todos os riscos avaliados e, se possíveis tratados antes de engravidar, seja por meio de medicações ou vacinas.

Aproveite cada dia da sua gravidez, viva cada momento diferente e cada novidade porque você vai sentir saudades desta fase!

Tags: Gravidez, Quero Engravidar

voltar para Quero Engravidar

left tsN center fsN bsd c15n show fwB b10s|left fwR tsN b10s bsd|left show fwR normalcase tsN bsd b10s|bnull||image-wrap|news login uppercase fwB|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase c05 fwR|tsN fwR normalcase|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||