Pós-parto

Publicado por em 22/04/2015 às 21h37

No pós-parto devemos tomar alguns cuidados para que a recuperação do corpo que passou por varias modificações possa voltar ao normal da maneira mais tranquila, já que o pós-parto é uma fase de mudanças radicais no corpo da mulher e que todos os órgãos, principalmente os genitais, se recuperam das alterações que tiveram durante a gestação e o parto. Esse período é de aproximadamente seis semanas (42 dias), conhecido também como puerpério ou a famosa “quarentena”.

Pós-PartoApós o parto, o útero se contrai para ajudar no controle do sangramento consequente da saída da placenta, esse sangramento será um pouco mais intenso que uma menstruação e irá diminuir até ficar parecido com um corrimento por até quarenta dias. A mãe vai perceber as contrações do útero como uma cólica fraquinha, ficando mais evidente durante a amamentação. As mamas aumentam seu volume, estão se preparando para alimentar o bebê, o maior volume das mamas pode ser desconfortável e haver sensação de febre e calafrios, o que é chamado de “febre do leite”.Não se esqueça de pedir o máximo de informações sobre amamentação com os profissionais que te atenderão no pós-parto.

Após a cesárea a mulher deve permanecer em repouso deitada na cama podendo levantar 12 horas após a cirurgia, mas mesmo assim com ajuda da enfermeira. Sua alimentação é iniciada aos poucos normalmente seis horas após o parto. Já após o parto normal, a mulher pode andar e comer, mas precisa de ajuda para levantar, pois devido à perda de sangue durante o parto a mãe pode ter queda de pressão e sofrer desmaios.

Se tudo ocorrer bem com a mãe e o bebê a alta hospitalar para o parto normal é dada após 48 horas do parto e para cesárea após 72 horas.

O intestino preso, comum durante a gestação, pode aumentar nos primeiros dias após o parto, é comum ficar mais lento e acumular gases, em alguns casos podem surgir hemorroidas e inchaço na barriga. Em pacientes que fizeram a cesariana o intestino preso pode chegar a 72 horas.Nas primeiras vezes, poderá sentir um pouco de dor e também de medo que os pontos rompam, com o esforço. 

É importante nos partos vaginais, principalmente quando tiver realizado a episiotomia (corte no períneo) cuidados de higiene no local, também é comum sentir dor e ardência e neste caso uma compressa ou bolsa térmica fria ajudam a controlar.

Na cesárea é necessário tomar alguns cuidados com a região do corte cirúrgico, o médico irá orientar o tipo de curativo que deve ser feito e no caso de dor ou edema também se pode fazer compressa fria. Nos dois casos o médico pode receitar analgésico.

O banho no chuveiro não apresenta restrição, enquanto os banhos de imersão devem ser evitados nos primeiros dias, especialmente quando houver feridas operatórias, como em cesárea ou episiotomia. Não há restrição para lavar cabelo. 

Cuidados em casa no pós-parto

No caso de cesariana os cuidados com a mãe devem ser os mesmos de qualquer pessoa que se submeteu a uma cirurgia. E todo o cuidado que vamos falar abaixo se refere a todos os tipos de parto, mesmo que tenha sido um parto sem nenhuma intervenção cirúrgica é necessária que a mulher também tenha algumas precauções.

Nas primeiras duas semanas a mãe deve fazer repouso, mas sem ficar imóvel por muito tempo devido ao risco de trombose, é necessário que faça movimentos leves e sem muito esforço.

A mulher já pode voltar às atividades do dia a dia entre a segunda e quarta semana, mas lembre-se, sempre respeitando o seu bem estar e o seu corpo, afinal neste período a mãe esta amamentando, dormindo pouco e com o sono fragmentado. É também um período de cuidados com o bebê e com certeza a mãe não vai querer perder nenhum segundo desta nova fase da sua vida. É necessário ter uma boa alimentação e descansar bem!

Da quarta semana em diante a mãe já poderá iniciar uma atividade física e após a sexta semana voltar a sua vida sexual. É importante saber que antes deste período o útero ainda esta voltando ao seu tamanho normal e encontra-se mais suscetível as infecções e que o intervalo interpartal (período entre um parto e outro) deve ser de mais de um ano, antes disso, existe maior risco de rompimento de cicatrizes no útero e também de parto prematuro.

 Assim, é recomendável a utilização de método contraceptivo, conforme a orientação do médico.

Tags: Cuidados, Gravidez, Pós-Parto

Enviar comentário

voltar para Pós-Parto

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||