Parto Humanizado

Publicado por em 07/11/2014 às 16h03

Parto Humanizado

O que é parto humanizado?

O parto humanizado não é exatamente um tipo de parto (parto normal ou cesárea), mas a forma como ele é conduzido, independentemente de como o bebê vá nascer.  Muitos médicos e especialistas acreditam que o parto humanizado é aquele em que as decisões da mulher são levadas em conta e não apenas os procedimentos tradicionais. Na prática, significa que se a gestante quiser que a natureza faça o seu trabalho, assim será. Depois de ser muito bem informada ela pode explicar quais intervenções médicas quer – sempre levando em conta sua segurança e a do bebê, é claro.

A maioria das mulheres que optam por humanizar seu parto quer o mínimo de intervenções possíveis. A ideia é que a ação fique toda com a grávida que vai seguir o processo fisiológico do parto, incluindo suportar alguns desconfortos e abrir mão de maneiras naturais para aliviá-los. A grávida também fica livre para escolher a melhor posição, se quer andar ou não, onde terá o bebê, quem quer ao lado. A função do obstetra ou de quem estiver acompanhando o parto é ficar ali observando, pronto para corrigir a ação se der errado. Mas optar pelo parto humanizado só é possível quando a gestação não é de risco, mãe e bebê estão plenamente saudáveis. No parto humanizado.  

Quais as vantagens do parto humanizado?

O parto humanizado oferece grandes vantagens para mães e bebês. O restabelecimento da mulher costuma ser muito mais rápido, já que não há intervenções como anestesia ou episiotomia. E emocionalmente também é melhor pois há uma percepção mais positiva da experiência do parto. Já os bebês tendem a ter menos complicações já que não existem medicamentos envolvidos no parto. Como nasce de uma forma mais tranquila, aumentam as chances de uma boa amamentação e de um rápido vínculo com a mãe.  

Nem sempre um parto normal é humanizado, como muitas pessoas acreditam erroneamente. Existem vários procedimentos que podem ocorrer neste tipo de parto: anestesia, exames vaginais, monitoramento permanente dos batimentos cardíacos do bebê e das contrações por aparelhos, uso do soro e de medicamentos para controlar a contração, episiotomia, uso de fórceps, manipulação do bebê, lavagem intestinal. O maior problema é que muitos deles se tornaram rotina e são realizados sem consultar a grávida. No parto humanizado a mulher é informada sobre eles e pode escolher o que será feito ou não.

Apesar de ser considerada uma cirurgia de médio porte e com alguns riscos, a cesárea pode ser humanizada também. Basta que para isso ocorra pequenas mudanças com o consentimento da grávida e, sempre, valorizando os seus desejos. As mudanças podem ser, por exemplo, controlar o ruído e a luz da sala, diminuir a manipulação do recém-nascido, deixar o pai o cordão umbilical, permitir que o bebê mame assim que nascer, deixar as mãos da mulher livres para pegá-lo. Tudo isso aumentará o conforto da mãe e do bebê e incentivará o seu vínculo.

Quem deseja realizar um parto humanizado deve fazer um bom pré-natal. Quanto mais saúde ela e o bebê tiverem, mais liberdade terá para realizar um parto sem muitas intervenções – algumas vezes até sem nenhuma intervenção! Também é necessário procurar um obstetra que apoie o parto humanizado e saiba conduzir um processo assim. Existem vários grupos de apoio, inclusive virtuais, que podem ajudar na procura por um profissional mais especializado. Você pode aproveitar para conhecer depoimentos de outras mulheres que realizaram um parto assim, conversar e tirar suas dúvidas. É importante que a grávida esteja a vontade para fazer um parto humanizado e não ir apenas pela conversa das amigas ou da moda. Existem riscos, emoções e desconfortos que só serão enfrentados pelo seu desejo.

Tags: Gravidez, Parto, Parto Cesárea, Parto Normal

Enviar comentário

voltar para Parto

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||