Cuidados com o coto umbilical ou umbigo do bebê

Publicado por em 16/02/2013 às 13h20

O umbigo ou coto umbilical, embora seja motivo de arrepios para muitas mamães, nada mais é do que uma lembrança de como você e seu bebê estavam unidos em íntima dependência. Os cuidados com o mesmo até a sua queda, que se dá entre o 5º e o 15º dia de vida pós-parto, são simples e podem ser feitos por você mesma, e não se preocupe, são indolores para o bebê.

O mais importante para facilitar a queda e evitar qualquer tipo de infecção, é manter o umbigo seco e limpo. Como fazer isso? Dê o banho normalmente em seu bebê e quando for secá-lo, utilize uma gaze estéril para secar bem a base do umbigo. Embeba em álcool 70% outro pedaço de gaze e pingue algumas gotas sobre o umbigo e em sua base. Esse mesmo procedimento deve ser feito a cada troca de fralda, que ao ser colocada, não deve cobrir o coto umbilical, bastando para isso que você dobre a parte da frente. Não coloque curativos, cinteiros, moedas ou substâncias como mercúrio e merthiolate sobre o umbigo do bebê. Quanto mais exposto e sequinho você conservá-lo, mais rápido ele vai cair.

Cuidados com o coto umbilical (Umbigo do bebê)

Cuidados com o coto umbilical

O coto umbilical vai desidratando (mumificando) da ponta para a base. Quase próximo à queda, a base do coto fica mais molhadinha e quando você vai secar, a gaze fica suja com uma espécie de secreção. Isso é normal, pois o coto umbilical é envolvido por uma substância gelatinosa chamada Gel de Wharton, que existe em maior quantidade na base do coto. Após a queda do coto, por cerca de 2 ou 3 dias, você deve limpar o umbiguinho do bebê com um cotonete embebido em álcool 70% até a cicatrização total. É comum que ainda haja uma secreção sanguinolenta nesse período.

É muito importante que quem cuida da higiene do bebê observe sempre a pele em volta da base do coto umbilical com o objetivo de identificar qualquer vermelhidão, pele quente ou mau cheiro. Caso isso aconteça, o Pediatra deve ser avisado imediatamente para que sejam tomadas as devidas providências.

Não tenha medo de limpar o coto umbilical do bebê. Ele não dói quando você usa álcool, por exemplo, para limpá-lo, o bebê pode chorar pelo simples fato de estar um pouco imobilizado ou do produto deixar a pele mais fria. O medo deve estar em não realizar a limpeza de forma adequada, pois pode acarretar em infecção do coto umbilical e aí sim, pode ser grave. Nunca use nenhum produto no umbigo sem antes falar com seu médico e principalmente, nunca use produtos caseiros.

O uso de moedas e faixas no umbigo também deve ser evitado, pois além de não evitar a hérnia umbilical (ou "umbigo estufado"), prejudica a respiração do bebê, que nesta fase da vida é chamada abdominal e também predispõe à infecções com mais facilidade.

Observação: Algumas crianças recebem alta do hospital com aquele "grampo" no umbigo. Sem problema desde que você leve ao Pronto Atendimento ou Posto de Saúde para retirá-lo assim que a "geléia" do coto estiver seca. O "grampo" não deve permanecer por muito tempo para não provocar machucados na pele do bebê ou sangramento do umbigo.
Lembre-se que o coto umbilical cai, em média, de 7 a 15 dias após o nascimento e pode causar um pequeno sangramento observado na fralda. Se o sangramento for muito intenso ou apresentar secreção importante, a criança deverá ser levada ao pediatra.

Tags: Bebê, Cuidados, Higiene

Enviar comentário

voltar para Higiene

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||