Transtornos causados pela Televisão em crianças

Publicado por em 27/07/2016 às 14h48

Vivemos em uma época em que a TV acaba inclusive substituindo a atenção dos pais. Infelizmente, esta é uma realidade de muitas crianças brasileiras: pais que trabalham fora por muitas horas seguidas, dependendo de pessoas ou instituições no cuidado e atenção de seus filhos – e muitas vezes as crianças passam muito tempo na frente da TV. Até mesmo quando a criança tem o acompanhamento de um dos pais ou nos finais de semana, não há muito cuidado com a quantidade de tempo que as crianças ficam em frente à TV – para muitos a televisão se tornou uma forma de entreter facilmente.

Transtornos causados pela televisão (TV) em crianças

Transtornos causados pela televisão

Contudo, há vários estudos sobre os efeitos nocivos da televisão. Foi comprovado que a televisão em excesso diminui a capacidade de concentração das crianças- bastando apenas 2 horas diárias para que haja riscos de transtornos de atenção. O mesmo ocorre com os videogames. O rendimento escolar e até produtivo, quando a criança se torna adulta, é muito menor após anos de exposição excessiva. Os transtornos de atenção na adolescência também se devem à exposição de mais de duas horas diárias à televisão ainda na infância.

Desta forma, é preciso que os pais aprendam a intervir. Televisão pode ser algo muito positivo e educativo, se houver o acompanhamento e a limitação de seu uso. É preciso lembrar que os estudos nesta área apontam o risco de 44% por cada hora adicional às duas horas limites. Além disso, entre crianças e adolescentes, a televisão acabe incentivando o sedentarismo desde os primeiros anos de vida, um dos maus do mundo moderno e também uma das causas da obesidade infantil.

Alguns especialistas garantem que o cérebro infantil, ainda em formação, desenvolva-se de maneira inadequada ao serem estimulados em excesso pelas rápidas sucessões de imagens dos programas de televisão. A televisão ainda acaba substituindo outras atividades importantes para o desenvolvimento da criança, como ler, brincar ou praticar algum esporte, fazer amigos, etc. Há ainda o risco da televisão favorecer a hiperatividade, não apenas o déficit de atenção.

Qualidade do tempo que se passa na frente da televisão

Não só a quantidade de horas que afeta o desenvolvimento infantil, mas a qualidade do que é visto na televisão. Mesmo que no Brasil haja programas com classificação etária, isso não garante que eles não sejam exibidos em horários em que frequentemente as crianças estão assistindo à TV. Na frente da telinha, as crianças estão expostas a cenas com comportamentos violentos, condutas sexuais de risco, ideias que comprometem a sua autoestima emocional e corporal, cenas sobre o consumo de drogas, entre outros – que podem incentivar problemas comportamentais e de saúde no futuro – conforme a revista da Academia Americana de Pediatria (AAP).

Cabe aos pais terem bom senso e manter o controle da situação. A televisão acaba tirando o tempo de qualidade da família e da infância, momentos que poderiam ser mais produtivos e saudáveis. Vale a pena avaliar a exposição do seu filho à TV e fazer mudanças, se necessário.

 

Tags: Desenvolvimento, Educação e Comportamento

Comentários

Maria em 28/07/2016 06:30:01
A REPORTAGEM QUE LI SOBRE AS CRIANÇAS ASSISTIREM TELEVISĀO POR TEMPO INDETERMINADO PODE REALMENTE PREJUDICAR O DESENVOLVIMENTO EM OUTRAS ARÉAS.

Enviar comentário

voltar para Educação e Comportamento

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||