A influência da televisão na educação das crianças

Publicado por em 13/10/2014 às 15h56

Quando o assunto são crianças e televisão, os pais sempre ficam intranqüilos e querem saber qual a influência da televisão na educação das crianças. Por um lado, ela pode ser boa, atualizando a garotada, mostrando formas de se contar uma história e até ensinando bons valores – vários desenhos, diferente do passado, são ótimos nisso. Mas ainda existem muitos programas ruins, passando valores ruins, mostrando cenas que ainda não é para a criança ver. Isso sem falar do excesso de publicidade jogado na mente infantil em uma época em que ela não sabe discernir o que é aquilo.

Quando assiste televisão a criança recebe uma enorme quantidade de informações, que a coloca em contato com cores, formatos, movimentos, situações e espaços que são novidade para ela. Isso é o lado positivo da TV. Outro lado bacana é quando o programa trabalha com números, letras, cores e valores, que podem até servir como complementação da escola. Um bom exemplo disso é o programa Vila Sésamo, uma referência do assunto. Mas em compensação, há programas ruins que causam uma má influência da televisão na educação das crianças. Conheça algumas dicas para aproveitar o lado bom da TV.

A influência da televisão na educação das crianças

Como fazer a influência da televisão na educação das crianças ser boa

* as pesquisas já comprovaram que crianças de até 2 anos de idade não desenvolvem nenhuma habilidade por causa da televisão. O que mais conta para seu desenvolvimento é a interação com o adulto, brincando, recebendo atenção e afeto. Isso não significa, é claro, que quando você precisa fazer algo, não possa deixar o bebê na frente da TV em um programa adequado.  Embora a televisão não traga nenhum benefício cognitivo, também não traz prejuízo nessa época.

* Escolha bons programas para a criança assistir. Atualmente, com o advento da TV a cabo essa tarefa ficou muito mais fácil. Existem vários canais, cada um adequado a uma faixa etária, com programas para todos os gostos e culturas. Não existe desculpa para seu filho assistir a programas ruins na televisão.

* Conforme a criança cresce suas necessidades, seu nível intelectual, sua capacidade de entendimento muda. Programas antes festejados agora já não apresentam nenhum desafio e entediam. Por isso, para a influência da televisão na educação das crianças ser boa, é preciso que o adulto acompanhe o crescimento da criança e a programação da TV. Assista os programas juntos, observe as reações infantis, se ela ainda está aprendendo algo, se não acaba ficando muito agitada. Diversifique o que ela assiste.

* Quanto mais tempo a criança fica na frente da televisão, mais é influenciada por ela. E isso pode ser ruim principalmente se ela não tem um canal de diálogo para comentar o que está vendo, falar mal ou elogiar, questionar, formando assim um senso crítico. Além disso, ela entenderá melhor o que está assistindo e aproveitará mais o conteúdo visto. O adulto precisa ensinar a criança a refletir.

* Não é só porque o programa se diz educativo que ele é bom. Sente-se e assista junto do seu filho para ter certeza da qualidade. Eles podem até prometer deixar seu filho mais inteligente, mas a criança só vai aprender algo mesmo se o conteúdo for de boa qualidade, criativo e se ela for incentivada pelos pais no aprendizado.

* Muitos pais trabalham e não podem ficar em casa para ver a televisão junto do filho. Mas a pessoa que toma conta dele deve ser orientada sobre os programas e o tempo de televisão. Além disso, quando chegam em casa, podem perguntar para o filho sobre o que ele viu na televisão, o que ele gostou mais ou não gostou, qual o programa preferido e porquê. Dessa forma, estará interagindo e ajudando a criança a aproveitar melhor a televisão.

* A televisão precisa de regras firmes, tanto no quesito programação quanto no tempo que ela ficará ligada. Mas não adianta proibir algo de forma arbitrária. O ideal é conversar e explicar para a criança porque tal programa não é adequado para ele. Ás vezes vale até a pena assistir um episódio para juntos chegarem a essa conclusão. Assim o proibido não fica muito desejado.

* Muitas pessoas tem o hábito de manter a televisão ligada o tempo todo, como pano de fundo para o cotidiano. Mas se quiser que seu filho aprenda a desligar a TV, você terá de fazer o mesmo. Acabe com esse hábito. Troque a TV por música ou por brincadeiras com o seu filho.

* Muitos adultos assistem suas novelas e os telejornais achando que a criança não vai prestar atenção ou entender. Não se engane. Crianças prestam atenção em tudo e não entender certas cenas ou notícias pode ser mais prejudicial do que entender. Ainda é difícil medir o que programa inadequado para crianças pode provocar em seu desenvolvimento intelectual e psicológico. Por isso é melhor evitar. Mas se acontecer, converse com ela.

* Crianças devem ter muitas atividades como brincar, ler, estudar, fazer atividades esportivas. Por isso, negocie o uso da televisão. Permita que ela assista a seus programas preferidos, faça combinados sobre os horários e o tempo. Dessa forma ela criará uma relação saudável com a televisão, aprendendo que ela é apenas mais uma atividade como as outras e não a principal. Essa é uma das melhores formas de garantir que a influência da televisão na educação das crianças seja boa.

.

 

Tags: Criança, Educação e Comportamento, Televisão

Enviar comentário

voltar para Educação e Comportamento

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||