Corrida com o bebê no carrinho, benefício em dose dupla

Publicado por em 13/09/2017 às 00h15

A corrida é um esporte prático. Espera aí, alguém falou em praticidade? Pois está aí o primeiro de uma série de bons motivos para não abandonar a corrida - ou até mesmo começar a correr.

Sempre ouvi dizer, até no meio profissional, que mulher nunca faz uma coisa só. Nós estamos sempre "assoviando e chupando cana" e, quando a família aumenta, essa habilidade vale um bocado. Muitas mães reclamam que depois da chegada do filhote não conseguem mais fazer exercício e se cuidar. Sei que a logística fica complicada, mas quando tiramos um tempo para fazer exercício físico, um bocado de coisas dentro da gente melhora, revigora. Eu estou falando do humor, astral, energia e prazer em poder se fazer bem. Mas como achar um espaço adequado para dar essa fugidinha da rotina? Com quem deixar o bebê? Pois a corrida (ou caminhada) é a uma prática que pode ser realizada com o bebê no carrinho, a partir dos 6 meses de idade do seu filho(a).

Com certeza você já deve ter visto alguma mãe correndo empurrando um carrinho, não? Pois então, você também pode!

Corrida com o bebê no carrinho, benefício em dose dupla.

 

Para que a corrida, ou caminhada, aconteça com segurança, atente para os seguintes pontos:

  • Escolha do um trecho: ele não deve ter trepidações. Parques ou ruas fechadas para lazer, são uma boa opção.
  • O carrinho do bebê deve ser um modelo apropriado, do tipo triciclo. Para sua segurança e do bebê, escolha modelos que tenham freios, cinto de segurança de 3 ou 5 pontos e amortecedores.
  • Lembre-se sempre de travar a roda da frente para evitar que ela vire bruscamente.
  • Evite ficar curvado colocando o apoio para guiar o carrinho mais alto que o comum.
  • Comece aos poucos, fazendo um período de adaptação para você e o seu bebê, alternando caminhadas com trotes bem leves.

Cuidados com o bebê:

  • Para a segurança do bebê , a corrida no carrinho deve começar a partir dos 6 meses de idade.
  • Leve água para a hidratação do bebê (e sua também).
  • Escolha horários onde o sol não esteja forte demais (até as 10:00h e depois das 16:00h).
  • Use filtro solar para proteger a pele do bebê (e a sua) em corridas diurnas.
  • Tenha sempre uma mamadeira ou alimento para o caso do bebê sentir fome.

Depois do preparo, é hora de comunicar ao pequeno que vocês começarão a treinar juntos. Passe para o bebê a sua animação e compartilhe com ele seus aprendizados e benefícios com a prática de exercícios. Acredite, ele entenderá e começará a tomar gosto pela prática de esportes também. Divirtam-se e boa corrida!

 

Abraços,
Andreia S. Jenkins

Bio: Andreia S. Jenkins é educadora, formada em Literatura pela UFRJ e consultora sobre comportamento infantil e relação mãe-filho.
 

 

Tags: Bebê, Comportamento, Exercícios, Mãe, Mulher

Enviar comentário

voltar para Educação e Comportamento

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||