Desacelerando para o crescimento dos filhos

Publicado por em 18/06/2015 às 15h29

Filhos crescem rápido e muitas vezes não nos damos conta e continuamos a trata-los como bebês, eles precisam crescer, eles gostam de aprender e se sentem realizados com novas tarefas cumpridas, acho que demorei para perceber!

Outro dia enquanto eu dava o jantar para Malu, ela derrubou todo o copo de suco dentro e fora do prato, na hora respirei fundo e me contive, peguei um pano e enquanto ia secando a mesa fui conversando com ela, me lembro bem quando eu disse: “Poxa filha, você não consegue ficar um minuto parada, nem que seja durante a refeição, você fica pulando, falando, mexendo em tudo, olha só o que aconteceu” e a resposta veio como um tapa em mim “Calma mãe, eu sou uma criança, você não sabe é? Criança não trabalha, criança dá trabalho, já ouviu?”

Isto me fez pensar muito, pois na ocasião eu estava com pressa porque a Valentina queria dormir e estava ficando irritada e a minha pressa estava deixando ela mais agitada do que o habitual, talvez neste momento eu devesse ter dito “tudo bem filha foi um acidente termine de jantar e depois limpamos, mas preste atenção para não acontecer de novo”. Afinal ela já tem quatro anos e consegue assumir algumas tarefas.

Muitas vezes com a correria do dia a dia acabamos não dando o devido tempo que a criança precisa para ter sua total independência e acabamos fazendo tudo por elas e não deixando trabalho algum para que ganhem responsabilidades e resolvam seus problemas.

Desacelerando para o crescimento dos filhosO que quero dizer é que se nós colocamos um par de meias em menos de um minuto, uma criança consegue fazer também, mas vai levar pelo menos cinco minutos ou mais para colocar o par de meias, a criança tem o tempo dela e precisa que este tempo seja respeitado. Para uma criança colocar um par de meias requer coordenação e orientação” e na pressa o que elas ouvem muitas vezes é “anda logo”, “estamos atrasadas” e por fim, “deixa que eu coloco”.

O mesmo serve na hora de vestir uma roupa, tomar um banho, escovar os dentes, talvez ela vista o short de trás pra frente, ou molhe a cabeça e esqueça o shampoo e condicionador, mas o que vale para eles é a conquista de ter conseguido fazer sem ajuda, está conquista é muito importante para o seu desenvolvimento.

Sempre fui essa mãe que faz tudo e dá tudo na mão, até que um dia Malu chegou da escola com o par de tênis trocado, o pé direito no esquerdo e o esquerdo no direito, perguntei “filha sua professora não viu colocou o pé trocado no tênis”, e ela disse rindo de mim “na escola a gente que coloca o sapato mãe”. Naquele momento percebi o quanto a minha superproteção estava atrapalhando ela.

Sei que como mãe pensamos que nossos filhos sempre precisam da gente pra tudo e de fato precisam mesmo, mas precisam do nosso incentivo e da nossa orientação, não da gente fazendo tudo o tempo todo, me observando percebi que a frase que mais uso com a Malu é “deixa que eu faço”, “deixa que eu coloco”, “deixa que eu resolvo”, simplesmente por não ter paciência de dar o tempo dela para que ela faça.

Mesmo com a correria do dia a dia resolvi desacelerar meu coração de mãe em alguns momentos, orientar mais, delegar mais e fazer menos, para que minha filha aprenda a crescer, continuo fazendo tudo o que posso por ela mas de uma outra forma, estou dando seu devido tempo e me policiando ao máximo para não dizer mais “vamos logo” ou “deixa que eu faço”.

Sabe o que é mais divertido nisto? É poder ver o quanto ela se sente importante porque conseguiu tomar um banho sozinha ou tirou a roupa sem ajuda e fazem isto da maneira mais divertida, tudo é engraçado desde colocar pasta de dente na escova até pentear os cabelos.

Minha lição disto tudo é que devemos deixar as coisas mais leve, mais divertidas, aproveitar cada fase e se possível menos correria e mais atenção aos pequenos detalhes que fazem toda a diferença na vida, na rotina e no desenvolvimento dos filhos.

Lí uma frase outro dia que era mais ou menos assim “Nós mães sabemos que estamos no caminho certo quando os filhos aprendem a fazer as coisas sozinhos” e por mais que queremos eles debaixo das nossas asas eles precisam crescer, mas com muita orientação.

Categoria: Filhos

Enviar comentário

voltar para Diário de Mãe

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||