A descoberta, amo ser mãe!

Publicado por em 03/05/2015 às 14h26

Numa bela manhã você acorda ainda mais cansada do que a hora em que foi dormir, com muito esforço levanta da cama e vai tomar um banho, afinal só um bom banho pra despertar! Hora de escovar os dentes e neste momento parece que até o gosto da pasta muda, mas o que vem a cabeça é que o cansaço anda fazendo coisas com você! Bom hora do café da manhã, você senta olha pro leite, pro pão, pra margarina e mais uma vez o “cansaço” te embrulha o estomago, então você desiste e parte para as atividades do dia.

Hora do almoço e nada de fome, estomago embrulhado e ai você pensa que foi alguma coisa que comeu no dia anterior, mas precisa encarar, não pode ficar sem comer. No meio da tarde um sono incontrolável como nunca sentiu antes, foi só ai que caiu a minha ficha, ops... tem alguma coisa errada! Será?

Primeiro o teste de farmácia, depois o exame de sangue e finalmente o médico: “você está grávida”! Logo em seguida um turbilhão de sentimentos, a felicidade, o medo, a alegria, a insegurança, o AMOR! E uma única certeza, tudo começa a mudar, o corpo, as vontades, as responsabilidades, a VIDA!

Durante nove meses o corpo se transforma, geramos, cuidamos, preparamos todos os detalhes para a chegada de um amor inexplicável, um amor sem tamanho, sem medidas.

Tudo pronto e chega o dia, a hora de conhecer um ser tão pequenininho mas que a um tempo já vem mudando a vida de todos a sua volta, o momento de ouvir o chorinho mais delicioso do mundo, de sentir um cheirinho gostoso, de tocar a pele macia e delicada, de ter em seus braços um pedacinho de você, um FILHO.

Neste dia virei MÃE, descobri que sou capaz de coisas antes jamais imaginadas, que tenho muito mais medo agora do que antes, mudei a forma de pensar e de julgar, que só tem importância as coisas importantes de fato, minhas prioridades mudaram.

Aprendi a amamentar, o que confesso, não é tão simples assim. Aprendi a dar banho, a ficar noites em claro, comecei a entender o choro da cólica, o incomodo do refluxo, trocar fraldas com duas perninhas pedalando, aprendi a “CUIDAR, ENSINAR, EDUCAR”.

Troquei horas no salão de beleza por tardes brincando na sala, troquei shoppings por parques, troquei restaurantes de finais de semana por um dia inteirinho de piscina infantil, jantares com amigos por uma sessão cineminha em casa mesmo, aprendi a fazer escolhas e se tem uma da qual não me arrependo foi de ter tido duas filhas lindas e uma companheiro maravilhoso nesta minha vida de MÃE.

Amo ser mãe! E as duas melhores descobertas pra mim foi em primeiro lugar descobrir que estava grávida e depois descobrir que ser mãe é a melhor coisa do mundo.

PS Demorei quase dois meses para descobrir a gravidez da Malu (primeira filha) e duas semanas da Valentina (segunda filha), mas os sintomas foram os mesmos nas duas gestações, a felicidade foi a mesma, agora o medo foi dobrado, afinal cuidar de duas é uma responsabilidade e tanto!

Vanessa Motta Reis

 

Categoria: Maternidade

Enviar comentário

voltar para Diário de Mãe

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||