Dicas para ajudar na fala do bebê

Publicado por em 25/05/2018 às 17h00

Conheça as dicas para estimular o seu filho a falar as primeiras palavras e saiba identificar quando o atraso pode ser algum problema de saúde

A ansiedade em ver cada evolução do seu bebê é sempre muito grande. Primeiro vem o sorrisinho ao encontrar o papai ou a mamãe, depois as engatinhadas, os primeiros passos, a introdução alimentar, e depois ... as primeiras palavras! E muitos pais ficam extremamente ansiosos para essa última etapa. Afinal, é nesse momento que o bebê começa a falar suas vontades e desejos, é a hora de conhecer a voz do seu filho. Mas, é preciso sempre ter calma e respeitar os limites de cada criança. Separamos algumas dicas que podem ajudar nesse processo.

Dicas para ajudar na fala do bebê

Converse com as crianças: desde pequeno, um grande estímulo para o seu bebê conhecer as palavras e querer logo sair imitando e falando tudo é a sua conversa com ele. Claro que, ao longo do tempo, ele ver pessoas ao redor falando também ajuda, mas quando essa fala é direcionada pode ser ainda melhor. Vai pegar uma maçã para ele? Fale: “olha essa maçã para você, que delícia!”. Na hora de trocar a fralda, dar de mamar não deixe também de conversar com seu filho. Além de estimular a fala, esse também pode ser um momento de muito carinho.

Conte historinhas: além de ser um estímulo a leitura, para quando o seu pequeno começar a ler, a mamãe que conta historinhas também está conversando e estimulando a fala da criança. Para mostrar o som das palavras e sua articulação, procure falar pausadamente, e sempre da maneira correta. Aliás, outra dica valiosa é sempre falar as palavras da forma certa, e não no diminuitivo ou errada só para parecer mais fofo. O seu filho precisa aprender o jeito certo de falar, até para facilitar esse processo.

Coloque o seu filho em contato com outros da mesma idade: muitas mamães reparam que depois que o filho entra na escolinha, a fala começa a se desenvolver mais rapidamente. Isso acontece, por conta do contato com os coleguinhas da mesma idade, o que pode facilitar esse desenvolvimento. Se você optou em não colocar a criança muito cedo na escola, procure levar a parques e a locais públicos onde estejam outros pequenos da mesma idade. Essa troca é sempre muito importante.

Esteja calmo e preparado para que tudo aconteça no momento certo: pode ser que o seu filho não comece a falar tão depressa como o priminho, o irmão ou o coleguinha da escola, mas isso não é motivo de preocupação. Cada criança tem seu desenvolvimento. Os fonoaudiólogos costumam dizer que o desenvolvimento das palavras acontece entre 1 e 2 anos, mas caso você note alguma dificuldade muito grande, vale a pena procurar um profissional.

Dicas para ajudar na fala do bebê

Demorou muito para começar a falar? Veja quando isso é motivo de preocupação!

De acordo com o site Central da Fonoaudiologia, alguns bebês podem sofrer atraso ao pronunciar as primeiras palavras, o que pode ter causas genéticas, de audição (problemas auditivos), neurológicos ou a chamada Apraxia de Fala.

Para identificar esse problema, os pais devem ficar atentos a alguns sinais, como: bebês que fazem pouco barulho com a boca, não conseguem pronunciar cedo nem mesmo palavras comuns como papai ou mamãe, facilidade para aprender somente palavras curtas (como “oi”), ou mesmo dificuldade de engolir ou mastigar. Nesses casos, o melhor é buscar a ajuda de um profissional da fonoaudiologia e, em alguns casos, também pode ser necessário a ajuda de um otorrinolaringologista. Mas fique calmo, depois de iniciado o tratamento pode ter resultados bem positivos de estímulo da fala.

Tags: Bebê, Desenvolvimento, Fala do Bebê

voltar para Desenvolvimento

left tsN center fsN bsd c15n show fwB b10s|left fwR tsN b10s bsd|left show fwR normalcase tsN bsd b10s|bnull||image-wrap|news login uppercase fwB|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase c05 fwR|tsN fwR normalcase|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||