Desenvolvimento do cérebro do bebê

Publicado por em 15/08/2013 às 15h38

Você sabia que o cérebro de um bebê é 250% mais ativo que de um adulto? E que até o final do terceiro ano de idade já formou um trilhão de conexões? E que seu desenvolvimento durante o primeiro ano é mais rápido do que em qualquer outra fase da vida?

Provavelmente você não percebeu, mas foi o cérebro o responsável pelo sentimento deste amor tão grande e incondicional que vocês sentiram com a chegada do seu filhote.

Desenvolvimento do cérebro do bebê

O cérebro é uma máquina tão complexa e é uma das primeiras coisas a ser formado no bebê, seu desenvolvimento começa ainda na barriga, na 2ª semana de gestação inicia o desenvolvimento do tubo neural que dará origem ao cérebro e à medula espinhal. Da 3ª a 4ª semana, ocorre o fechamento inferior do tubo neural do sistema nervoso, da 4ª a 7ª semana acontece o fechamento superior. Durante a 5ª e 6ª semana são formadas as divisões do sistema nervoso central, como os hemisférios direito (responsável pelas funções espaciais e visuais) e esquerdo (responsável pela linguagem), cerebelo e tronco cerebral.

Além destes períodos aonde o cérebro vai adquirindo forma semelhante à de um adulto, também ocorrem às sinapses, que são as regiões de ligação entre os neurônios (responsáveis pela comunicação entre si).

A dúvida de muitos pais é se o bebê já nasce com todas as funções ativas no cérebro, o que se pode dizer é que as áreas cerebrais estão prontas, mas ainda sofrem mudanças intensas, como as sinapses, que ainda estão interconectando várias dessas áreas aparentemente silenciosas ao nascimento, e que são ativadas conforme a idade. Existem muitos grupos de neurônios que tem uma função temporária, ou seja, já nascem programados para sofrer um fenômeno chamado apoptose (morte celular programada). Do contrário, podem ocorrer alterações durante o desenvolvimento, como no caso do autismo.

Desenvolvimento do cérebro do bebê

O período de fechamento da moleira ou fontanela anterior (espaço entre os ossos do crânio) varia do 6º ao 15º mês, aproximadamente.  A moleira é responsável pela flexibilidade da caixa craniana, sem ela a cabeça do bebê não poderia passar pelo canal de parto materno.

Começam as mudanças, é chegado o nascimento e tudo muda para o bebê, luzes, ruídos intensos, temperatura etc... E é deste modo em meio a um grande choque que o cérebro vai utilizar de mecanismos para uma nova adaptação de ambiente.

Para que cada bebê possa compreender e utilizar a linguagem, reconhecer objetos, focalizar e manter a atenção, entre outras tarefas é preciso muitos estímulos para aumentar a capacidade de aprendizado. Os pais podem usar estratégias de interação por meio de brinquedos e brincadeiras, desta maneira estará contribuindo para o desenvolvimento cognitivo (mecanismos mentais, percepção, memória) e psicomotor (comportamento e reflexos).

Uma alimentação saudável também é fundamental para o desenvolvimento do cérebro. O leite materno além de ser um poderoso estimulo afetivo e motor devido ao contato mãe-filho também fornece nutrientes criados especialmente para o cérebro humano.

O desenvolvimento do cérebro traz um mundo novo cheio de significados e descobertas ao seu filho, participe o máximo que puder desta nova jornada.

 

Tags: Desenvolvimento

Enviar comentário

voltar para Desenvolvimento

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||