Amamentação: Dicas especiais para que tudo dê certo

Publicado por em 20/11/2015 às 22h36

Já ouviu várias histórias sobre amamentação, que te deixaram insegura e com vontade de desistir? ESQUEÇA!‼ Não há nada de monstruoso nisso e é um momento íntimo e maravilhoso entre você e seu bebê. É saudável tanto para ele quanto para você, mamãe.

Que tal aprender algumas dicas e realizar o que tanto os pediatras recomendam e sabemos que vale a pena? Então vamos lá! Continue lendo… Você irá gostar!

Não é novidade que o leite materno é fundamental para a saúde e para o desenvolvimento do bebê, mas infelizmente algumas pessoas não têm o cuidado e a paciência que deveriam ao realizar esse gesto tão delicado e tão nobre: amamentar uma criança.

O processo, às vezes, é dolorido sim, difícil, mas nada que você não possa aprender. As dificuldades começam a surgir quando, nem a mãe nem o bebê sabem muito bem o que fazer, nem em que posição ficar. Além disso, o bico do seio acaba ficando sensível. Mas saiba que a amamentação é um processo natural, afinal, lógico, somos mamíferos. Toda mãe tem leite sim!

Amamentação - Dicas Especias para que tudo dê certo.Foto Reprodução

Entenda por que é tão importante amamentar

A produção da prolactina, hormônio responsável pela produção de leite, já ocorre durante a gestação e o leite materno começa a ser produzido depois do primeiro dia do nascimento do bebê, logo que caem os níveis de progesterona e é liberado, então, o hormônio ocitocina, para que a mulher amamente. Nesse período, haverá a secreção e a liberação do colostro, que é um líquido aquoso, de cor amarelada, que contém anticorpos maternos. Esse colostro é fundamental nos primeiros dias, pois ele funciona como uma vacina para o bebê. Por isso é tão importante amamentar! Além de outros benefícios para o recém-nascido e para a mãe também.

O ideal é que os mamilos já sejam preparados e estimulados após o 7º mês de gestação. Existem umas massagens com banhos rápidos de sol, entre outras técnicas que os ginecologistas orientam, que podem auxiliar as gestantes a não sentirem tanta sensibilidade para, posteriormente, amamentar.

Outro fator importante para que a mãe amamente: o potencial produtivo de um ser humano depende de três fatores: nutrição, genética e bem-estar. Muitas vezes, a questão “bem-estar” é considerada dispensável ou lhe é dada pouca importância. Sendo assim, se esses três fatores não estiverem bem desenvolvidos, a produção do leite diminui.

As mães precisam ser apoiadas nesse processo. Durante o período da amamentação, elas precisam de um ambiente seguro e tranquilo para amamentar. Precisam se sentir amadas e se alimentar bem. Quando se está amamentando, quanto mais o bebê suga o leite, mais as glândulas mamárias produzem esse alimento.

Então, tire da cabeça a história de que você não tem leite. Nos primeiros dias, demora um pouco mesmo para o leite materno “descer”, mas aos poucos você vai ver que logo, logo estará com bastante leite. É só ficar tranquila e ter um pouquinho de paciência. 

Agora que você já compreendeu como funciona o processo de amamentação, leia algumas dicas que ajudarão você, nesse momento superespecial.

Dicas de como amamentar

Nos primeiros dias, em casa, sem a ajuda das enfermeiras da maternidade, os problemas começam a surgir, mas o importante é ter uma boa rotina e ter tranquilidade para amamentar. Essas são os primeiros passos.

Não adianta pensar que, na primeira vez, tudo vai correr maravilhosamente bem, como todo processo de aprendizagem, existem as dificuldades e amamentar exige muita paciência. O momento da amamentação é único e merece uma preparação especial; chega a ser um ritual.

Existem algumas técnicas que ajudam a mãe a encontrar a posição correta para acomodar o bebê e facilitar a relação da boca do recém-nascido com a mama da mãe:

1 - Para se sentir mais acomodada, escolha um lugar tranquilo e confortável para se sentar, de preferência que tenha um bom apoio para as costas.

2 - Coloque os pés sobre um banquinho, se precisar, para que a parte superior das pernas fique reta e você não tenha que forçar os músculos dos braços para manter o bebê na altura correta.

3 - Utilize uma almofada de amamentação ou mesmo travesseiros para não sobrecarregar seus braços com o peso do bebê. Quando estiver mais “treinada”, e o bebê estiver maior, você nem precisará desse tipo de apoio, porque será mais fácil para ele alcançar o seio e para você se acomodar na poltrona ou na cama.

4 - Observe se você não está se sentindo tensa. Procure relaxe os ombros, a musculatura corporal.

5 - Deixe a boca do bebê encostar levemente no seu mamilo, para provocar o reflexo necessário. O recém-nascido encontra o seio pelo toque, não pela visão ou pelo cheiro, embora esses outros sentidos também tenham alguma influência.

Existe uma posição correta para o bebê pegar a mama?

Não existe uma posição necessariamente “correta”. A melhor posição para amamentar será aquela em que você e seu bebê estejam confortáveis.

Os pediatras e as enfermeiras recomendam que, para não machucar o seio, as mães devem observar se o bebê pega a mama e praticamente toda a auréola (parte pigmentada ao redor do bico do seio). Assim, evita o aparecimento de feridas e dores desnecessárias para a mãe. Aliás, os pediatras ainda alertam que a dor nos mamilos é um sinal de alerta de que a pega não está adequada, o que poderá causar desconforto à mãe e interferir na amamentação do bebê.

Veja:

Amamentação - Dicas de como amamentar

 

Atenção! Nunca amamente deitada! Independentemente da posição que a mãe escolher para amamentar o bebê, é importante que ela esteja relaxada, confortável e bem apoiada. Mas deitada nunca, pois o leite, enquanto o bebê mama, pode passar pelo canal dos ouvidos, já que ele ficará com a cabeçinha muito inclinada, e isso pode provocar infecções sérias. Além disso, você pode adormecer e o bebê pode engasgar. Tenha cuidado!

Conheça seu tipo de mamilo

Algumas mulheres afirmam que não podem amamentar porque têm os mamilos planos ou invertidos. Porém, com as orientações corretas, isso não será um grande empecilho. O ideal é que isso já seja identificado por seu obstetra já no pré-natal, assim ele já dá as melhores dicas de como amamentar.

Uma dica para as mulheres com esse tipo de mamilo são as chamadas conchas plásticas, para serem usadas durante o pré-natal e mesmo na fase de amamentação. Essas conchas são formadas por duas partes: uma em forma de anel, com parte do acabamento em silicone e um buraco no meio para que o mamilo se encaixe e venha a se tornar mais projetado devido a uma suave pressão sobre a auréola; a outra parte é arredondada e cobre o anel por cima para ficar dentro do sutiã.

Na dúvida, converse com seu ginecologista. Durante o pré-natal, existe toda uma preparação dos mamilos para que você possa amamentar tranquilamente, depois.

Parar de amamentar simplesmente por parar? Nem pensar! Você consegue!

Muitas mães pensam em parar de amamentar por motivos emocionais,cansaço ou desânimo com a demora do bebê para se adaptar ao peito. Raramente, o motivo é fisiológico. Mas é preciso ter persistência e você verá que no segundo mês nem se lembrará de que os problemas existiram.

A amamentação vai deixar muita saudade, mesmo com todas as dificuldades. Amamentar é uma experiência única e ninguém neste mundo pode compartilhar este momento com você e seu bebê. É uma exclusividade de quem realmente ama um filho e faz tudo o que for necessário para o bem-estar dele.

 

Amamentar proporciona maravilhas para a saúde da criança

A amamentação reforça o sistema imunológico do bebê e reduz as chances de ele se tornar uma criança obesa e previne outras doenças, como a síndrome metabólica, diabetes,  hipertensão e até mesmo a doença celíaca.

O leite materno é o alimento certo para seu filho. E é superbacana para as mamães também, pois amamentar reduz as chances de você ter câncer de mama, câncer de ovário, além de auxiliar o emagrecimento no período pós- parto. Vale a pena persistir e amamentar!

Tags: Amamentação, Gravidez

Enviar comentário

voltar para Amamentação

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||