Saiba a diferença entre alergia e intolerância ao leite

Publicado por em 06/02/2015 às 15h10

Alergia versus intolerância ao leite - entenda a diferença e evite problemas

Quando o assunto é intolerância ou alergia ao leite há muita confusão entre os pais. Afinal, os dois são causados pelo mesmo alimento – o leite. Mas o processo de aparecimento da doença e a forma como ela funciona no organismo infantil é diferente. Por isso, cada um deles precisa ser diagnosticado e tratado da forma correta – ou podem interferir no desenvolvimento da criança, além de causar muito desconforto. Vamos começar entendendo qual a diferença entre alergia e intolerância.

Saiba a diferença entre alergia e intolerância ao leiteIntolerância ao leite

O problema também é conhecido como intolerância à lactose, que é o açúcar do leite. Algumas vezes o bebê possui uma deficiência na produção da lactase. Essa enzima é a responsável pela quebra da lactose. Conclusão: quando o leite entra no organismo, ele não da conta de lidar com quantidades grandes de lactose. Elas não são quebradas e causam desconforto. Por isso, quando uma criança com intolerância ingere muito leite, apresentam dores na barriga, gases, vômitos e até diarreia.

Esse tipo de problema costuma aparecer entre os dois e seis anos. Pode ser algo temporário, causado por uma mudança no organismo como desnutrição ou diarreia forte. Mas também pode durar mais tempo. Existem adultos que precisam lidar com isso para o resto da vida. A maneira ideal de lidar com a doença é ingerir pouca quantidade de leite e de seus derivados, como o queijo e o iogurte. Com o tempo, os pais vão notando qual o limite da criança e as quantidades saudáveis para ela, sem que haja problema. Outra ideia é optar por leites sem lactose. Já existem várias marcas no mercado que oferecem o produto pensando justamente em quem tem esse problema.

Alergia ao leite

No caso da alergia, o que ocorre é que o sistema imune da criança identifica a proteína do leite da vaca como algo a ser combatido. Por isso, quando o leite entra no organismo, o corpo trata de se defender. O problema é mais agressivo e geralmente aparece nos primeiros anos do bebê. Isso ocorre principalmente porque o aparelho digestivo ainda está amadurecendo e está preparado apenas para digerir o leite materno, muito mais leve do que o de vaca.

Com o tempo a alergia tende a diminuir e desaparecer. Mas enquanto ela está presente, todo alimento que possua proteína do leite da vaca em sua composição é terminantemente proibido para a criança. Os sintomas de um bebê com alergia ao leite costumam ser muito parecidos com os da intolerância: gases, vômitos, mas também desconforto respiratório, lesões na pele e urticária.

É importante que o problema seja diagnosticado pelo médico para a confirmação da doença. Algumas vezes é possível existir uma confusão pois até uma simples reação tóxica pode ter os mesmos sintomas que a alergia e a intolerância ao leite. Por isso, se desconfiar que o bebê não se sente bem depois das mamadas ou se a criança reclamar de desconforto após beber leite, procure o pediatra para conversar.

 

Tags: Alimentação Infantil

Enviar comentário

voltar para Alimentação

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||