Mais peixes na alimentação infantil

Publicado por em 14/05/2015 às 14h45

Consumir peixe na infância aumenta a imunidade, previne doenças coronárias e estimula a capacidade de aprendizado

Mais peixe na alimentação infantil

Inserir peixe no cardápio dos bebês a partir dos seis meses de idade não é tão comum no Brasil. Mas, pesquisa recente realizada nos Estados Unidos comprova a necessidade dos ácidos graxos na alimentação infantil e os benefícios do consumo de peixes desde a infância quando os alimentos sólidos são liberados.

E importante inserir o nutriente desde cedo para que a criança habitue o paladar. Especialistas salientam que as preferências por determinados alimentos são formadas até os cinco anos de idade. Portanto, insira este nutriente saudável na alimentação do seu filho. 

Vamos conhecer os benefícios do peixe, ômega-3 e ácidos graxos para o crescimento saudável da criança:

Combate às doenças do coração

A alta quantidade de ácidos graxos, principalmente encontrada no peixe salmão é um dos principais fatores que beneficiam a saúde do organismo. O lipídeo é de extrema importância para saúde do coração, evitando a formação de placas de gorduras que futuramente podem obstruir as artérias.

O ômega-3 é outro nutriente encontrado nos peixes, vitamina responsável pelo controle do colesterol ruim (LDL) e preventiva no combate as doenças cardiovasculares. O ômega-3 é imprescindível para saúde do cérebro e auxilia nas funções do sistema nervoso. Afinal, quem é inteligente não descarta o consumo do peixe na alimentação, pelo menos três vezes na semana.

Estimula o cérebro e as capacidades cognitivas

Peixes como salmão, bacalhau, sardinha, atum e truta são ótimas opções ricas em ômega-3. O ácido graxo possui papel importante para formação da membrana externa das células cerebrais, local onde são circulados todos os sinais do sistema nervoso.

A presença do ômega -3 facilita a troca de mensagens entre as células do cérebro, ao contrário de quando há deficiência do nutriente no organismo, dificultando esse acesso. O consumo de ômega-3 entre as crianças é importante para o processo de crescimento e aprendizado, momentos que requerem boa memória, concentração e velocidade do pensamento.

Previne a anemia

Os peixes são responsáveis pela prevenção da anemia ou qualquer enfermidade que venha a atingir o sistema imunológico. O alimento e suas vitaminas presentes são recomendados desde cedo na alimentação para fortalecer o organismo.  A forte presença de ferro encontrada na maioria dos peixes é responsável por auxiliar na formação da hemoglobina, metabolismo das proteínas e principalmente no estímulo ao do desenvolvimento físico e psicológico da criança.

Como consumir peixes?

Os peixes podem ser consumidos de diversas maneiras, tanto crus em forma de sushi, como também grelhados ou cozidos. Ao se tratar da culinária japonesa apenas atente-se se os pequenos não irão exagerar no consumo do molho shoyu, rico em calorias e principalmente sódio.

Fonte: www.onlinefarma.com.br

 

Tags: Alimentação Infantil, Introdução Alimentar

Enviar comentário

voltar para Alimentação

left tsN center fsN fwR bsd b01 c15n show|left fwR tsN b01s bdt|left show fwR normalcase tsN bdt b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 c05 sbse fwB bdt|fsN fwR b01 bsd normalcase c05|b01 c05 bsd|news login uppercase fwB c05 b01 bdt|tsN fwR normalcase c15nesw b02 bdt|fwR uppercase b01 bsd|content-inner||